Ponte do Porto











A Ponte do Porto localiza-se sobre o rio Cávado na freguesia de Pousada, entre os concelhos de Amares e Braga. Constitui-se em uma ponte medieval. O seu nome, "porto" é uma palavra do arcaico Galaico-português com o significado de "ponto de passagem". As primeiras travessias de que se tem registo nesta zona do rio, foram a da Via Nova, mais conhecida por Geira, feitas por barcas num porto local. Acredita-se que posteriormente aqui foi construída uma ponte. A ponte atual foi construída na Idade Média. Até à data da construção da ponte de Prado, foi a única ponte existente no baixo Cávado a atravessar o rio. Encontra-se classificada como Monumento Nacional em 1910. A ponte, em aparelho de granito, é constituída por onze arcos desiguais e um tabuleiro, estreito e irregular, com dois metros e oito decímetros de largura, entre muros de vedação, e cento e cinquenta metros de comprimento. Possui fortes talhamares a montante e tímpanos vazados nos elementos centrais. De acordo com a lenda local, esta ponte foi construída para poder conquistar as terras da outra margem do rio, pelos homens numa única noite, com pedras trazidas pelas mulheres que vinham de Terras de Bouro, a cerca de 30 quilómetros da zona.